2020-03-06

Hernâni Carvalho promove um olhar sobre o papel da mulher no seu novo livro «Ave-Marias»

Uma reflexão sobre a maneira como a mulher é descrita na Bíblia, na desigualdade entre sexos e no tratamento que, milénios depois, ainda é dispensado às mulheres. 

Partilhar:

Inesperado, tendo em conta o percurso do autor, mas bem ao seu estilo, «Ave-Marias» é um olhar sobre as mulheres reais e os seus papéis ao longo da História tendo como ponto de partida aquele que é o texto fundamental em que se baseia cultura ocidental: a Bíblia. 

 

Votadas desde a Antiguidade ao silêncio e limitadas à reprodução e às atividades domésticas, ao longo da História as mulheres foram sempre remetidas para a sombra. E na Bíblia acontece o mesmo. A mulher bíblica era, essencialmente, amante, esposa e mãe. O seu papel era na vida familiar, dependendo do marido ou pai na vida social, económica, política e religiosa. Deixando bem claro o lugar da mulher: um lugar secundário, acessório, carregado de deveres e sem direitos.

 

Em «Ave-Marias», Hernâni Carvalho apresenta um olhar sobre essas mulheres, mulheres reais, que por vezes desempenharam papéis determinantes e acabaram retratadas como meras espectadoras, convidando a uma reflexão sobre o tratamento subalterno que ainda hoje, séculos e séculos depois, se dá às mulheres em muitos lugares.

 

O livro vai ser apresentado por Cristina Ferreira no dia 20 de março, pelas 19h, na Igreja da Memória, em Lisboa.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK