2020-08-03

«Neuromitos»: um livro para acabar com a mitologia sobre o cérebro

O prestigiado neurologista Alexandre Castro Caldas e a neuropsicóloga Joana Rato desconstroem alguns dos mitos mais frequentes sobre o cérebro, para que não fiquemos perdidos na confusão das suposições, das crenças e das superstições

Partilhar:

Nunca, como agora, se soube tanto sobre o cérebro humano e as suas capacidades. Nunca, como agora, houve tanto e tão liberalizado acesso à informação. Nunca, como agora, estivemos tanto à mercê de notícias falsas, verdades alternativas e factos infundados. Nunca, como agora, foi tão importante combater a superstição e as pseudociências com factos científicos concretos. O livro Neuromitos, do prestigiado neurologista Alexandre Castro Caldas e da neuropsicóloga Joana Rato, que a Contraponto publica no próximo dia 14, procura desconstruir os principais mitos criados à volta do cérebro e apresentar aquilo que realmente a ciência sabe sobre este órgão. O livro tem prefácio de Carlos Fiolhais e posfácio de Nuno Crato.

 

Será que, como diz a sabedoria popular, as pessoas com a testa maior são mais inteligentes? Ou que só usamos 10% do nosso cérebro? Ou que os cérebros dos homens e das mulheres são projetados para diferentes tipos de competências? Ou que ouvir música clássica nos torna mais inteligentes? «Os neuromitos são descritos como equívocos que surgem da leitura incorreta de estudos sobre o cérebro e a mente, dando origem a extrapolações, mal-entendidos e citações distorcidas dos resultados da investigação neurocientífica.» Como hoje em dia temos mais informação disponível e menos pensamento crítico quando lidamos com ela, criam-se mitos que nos assolam a todos e que é preciso travar. Pois embora seja próprio da natureza humana seguir os instintos, as crenças e procurar a solução mais simples, não é a ignorar a ciência que o mundo avança.

 

«Atualmente, com facilidade se constroem ideias que estão longe de ter comprovação, mas que parecem ter sabor de verdade. Não restam dúvidas: precisamos de estar atentos.» Neuromitos coloca em confronto a intuição e o senso comum com a realidade científica. Os autores dissecam mitos largamente difundidos, com uma autoridade que só especialistas consagrados na sua área conseguem ter – Alexandre Castro Caldas é um dos mais prestigiados neurologistas da atualidade e Joana Rato um novo valor da área das neurociências –, o que resulta num livro muitíssimo atual, interessante e completo. Um livro indicado para todos os que são curiosos por natureza, que têm um ceticismo saudável e que procuram saber mais, e melhor, sobre o nosso cérebro. Ou como o professor Carlos Fiolhais escreve no prefácio: «É um livro de cultura científica – o único antídoto contra a ignorância e a mitologia – para todos.»

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK