A Vida e a Morte dos Nossos Bancos

A Vida e a Morte dos Nossos Bancos

Como os banqueiros usaram o nosso dinheiro e ele desapareceu
Formatos disponíveis
17,70€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,70€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Há década e meia, banqueiros, empresários e políticos envolvem-se numa «grande farra» de dívida. Crédito a rodos: a mais básica e antiga atividade dos bancos torna-se a mãe de todos os males da banca portuguesa. Com esse crédito fabricaram-se banqueiros, empresários de sucesso, milionários e poderosos, e até políticos. Quando chegou a conta, os cofres estavam vazios, o capital nunca tinha existido, e os «bons negócios» (feitos por «bons rapazes») tinham produzido pouco mais do que falências em cadeia, dívidas acumuladas e a tentação de aprisionar o país nas malhas de uma nova oligarquia da finança e da política. Em sete anos morreram quatro bancos em Portugal, um deles nas mãos de uma família centenária de banqueiros.

O país aproximou-se da bancarrota. E, afinal, para onde foram todos aqueles milhões que financiaram dívidas, partidos, vaidades e falências? É a esta questão - a questão de vários milhares de milhões de euros - que o livro de Helena Garrido, resultado de várias conversas com banqueiros e economistas, responde, abrindo as portas de reuniões secretas, revelando operações financeiras no fio da navalha e mostrando aquilo que os poderosos apanhados na rede não querem admitir: eles sabiam que o edifício estava a ruir, mas, mesmo assim, insistiram em fazer desaparecer o nosso dinheiro. Desde as privatizações até aos nossos dias, ganância, ambição, poder e incompetência orquestraram negócios ruinosos com os depósitos dos clientes. Este é o livro que explica todo o processo de destruição da banca portuguesa - que, aliás, ainda está em curso.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Um livro fundamental para tomarmos consciência desta deriva alucinante de «bons negócios e bons rapazes» que nos deixaram uma factura que tolhe as nossas vidas e as das próximas gerações. E é sobretudo um aviso para que este descalabro não se repita tão cedo.
António José Teixeira
É um documento que traz seguramente mais alguma luz a muitos aspetos sombrios da derrocada da banca nacional. Por tudo isso, este livro é de leitura obrigatória.
Nicolau Santos, Expresso

Um excelente livro que retrata de forma rigorosa e muito pedagógica a Grande Farra de crédito com que um conjunto de políticos, empresários e banqueiros arrasaram a Banca e o País.
Eduardo Dâmaso, Correio da Manhã

DETALHES DO PRODUTO

A Vida e a Morte dos Nossos Bancos
ISBN:9789896661403
Edição/reimpressão:11-2016
Editor:Contraponto Editores
Código:000007000074
Idioma:Português
Dimensões:150 x 235 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:216
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Política > Livros em Português > Economia, Finanças e Contabilidade > Economia > Política em Geral
Helena Garrido é jornalista na área de economia e finanças desde 1986. Com formação em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, iniciou a sua carreira no Jornal do Comércio. Passou pelo Europeu, Diário de Notícias, Expresso, Público, Diário Económico e Jornal de Negócios. Exerceu funções de subdirectora no Diário Económico e de directora-adjunta no Diário de Notícias e foi directora do Jornal de Negócios. É professora auxiliar convidada de Jornalismo Económico na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, colabora no Observador e é analista e comentadora na RTP e RDP.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK