O Coração Ainda Bate

Formatos disponíveis
15,50€ I
12,40€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€ I
12,40€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

O confessionário dela. Ou, se quisermos, uma espécie de diário de periodicidade semanal. As crónicas que Inês Meneses escreve para o Público - e que narra também num bem-sucedido podcast - assumiram desde o início um tom confessional. E, porque somos o nosso passado ajustado ao presente, os textos aqui reunidos vão buscar à infância da autora parte do seu lastro para ajudarem a entender o quotidiano.
Nestas páginas, Inês Meneses discorre sobre pequenos episódios a que assistiu e que a moldaram e mudaram. O amor, a sua linguagem primordial, está sempre presente, ainda que entretecido muitas vezes com reflexões sobre a família, a escola, ou a morte.

O Coração Ainda Bate, o título escolhido, nasceu do filme De Tanto Bater o Meu Coração Parou, de Jacques Audiard. O coração ainda bate em tempos de pandemia, quando sofremos e nos levantamos, quando perdemos e nem voltamos a ganhar. Este livro confirma a linguagem íntima e certeira de Inês Meneses, um talento que resulta numa identificação a cada palavra.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

O Coração Ainda Bate
ISBN: 9789896663254
Edição/reimpressão: 11-2021
Editor: Contraponto Editores
Código: 193633000129
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 234 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 160
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Crónicas
Inês Meneses nasceu em 1971. Faz rádio desde os 16 anos e escreve também. É desde 2004 autora do programa de entrevistas Fala com Ela, primeiro na Radar e atualmente na Antena 1. Também na Antena 1, está no programa PBX, com Pedro Mexia, numa parceria com o jornal Expresso, e desde 2008 no programa O Amor É, ao lado do psiquiatra Júlio Machado Vaz, com o qual publicou, em 2018, pela Contraponto, um livro com o mesmo nome. Já nesse ano tinha publicado, pela Abysmo, o pequeno livro Amores (Im)Possíveis, com ilustrações de Tiago Galo. Em 2020, publicou, primeiro em edição de autor e depois na Contraponto, Caderno de Encargos Sentimentais, já na 6.ª edição. Escreve crónicas desde final de 2020 no Público online.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK